Notícias

Aribé não concorda com o aumento da tarifa de ônibus de Aracaju

Data de Publicação: 31 de Outubro de 2018

#PraCegoVer:O vereador Lucas Aribé está utilizando a tribuna da Câmara de Vereadores para se pronunciar

#PraCegoVer:O vereador Lucas Aribé está utilizando a tribuna da Câmara de Vereadores para se pronunciar

 

O vereador Lucas Aribé (PSB) lamentou o indicativo de aumento da passagem de ônibus de R$ 3,50 para R$ 4,44, durante seu discurso na tribuna da Câmara de Vereadores na manhã dessa quarta-feira, 31, solicitado pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Município de Aracaju (Setransp) e enviado à Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT).

"Lembro e chamo à atenção dessa Casa que a Prefeitura de Aracaju antes de pensar em qualquer reajuste, precisa enviar para cá a planilha de custos para ser aprovada pelos vereadores. Não estou dizendo que vamos aprovar o reajuste da tarifa não, mas que precisamos aprovar a planilha de custos, pois está previsto no parágrafo 1° do artigo 238 da Lei Orgânica. Revogaram o parágrafo 3° do artigo 239, que nos dava a oportunidade de avaliar e definir o valor a tarifa, mas a maioria dessa Casa aprovou essa retirada", apontou.

Segundo Lucas, um município que não oferece melhorias nos terminais de ônibus, nos abrigos, nos pontos, acessibilidade para as pessoas, segurança para os usuários não pode aumentar a tarifa. "A prefeitura não libera e nem destina um centavo do seu orçamento para o transporte público e quer em uma canetada o reajuste. Isso é, no mínimo, uma falta de respeito com o povo que necessita do transporte público e nesse caso é caótico, vergonhoso e sem qualidade", enfatizou.

De acordo com o parlamentar, no ano passado a canetada deu um aumento de R$ 0,40, passando de R$ 3,10 para R$ 3,50 e a canetada desse ano será de quanto? "Na apresentação dos dados que circulam na imprensa, o reajuste da tarifa se deve ao aumento do preço do diesel, da gratuidade e a redução de passageiros. Para mim, esses dados não justificam uma proposta de aumento de quase R$ 1 na tarifa de ônibus", destacou.   

 

Foto: Gilton Rosas