Lucas Aribé - Sessão especial celebra o Dia do Jornalista na Câmara Municipal de Aracaju

Notícias

Sessão especial celebra o Dia do Jornalista na Câmara Municipal de Aracaju

Data de Publicação: 05 de Abril de 2019

#PraTodoMundoVer Plenário da Câmara Municipal de Aracaju

#PraTodoMundoVer Plenário da Câmara Municipal de Aracaju

Uma sessão especial celebrou o Dia do Jornalista, nesta sexta-feira (5), na Câmara Municipal de Aracaju (CMA). A iniciativa do vereador e também jornalista Lucas Aribé (PSB) contou com a participação de profissionais da área em torno de uma discussão sobre as transformações provocadas pela inserção de novas tecnologias, especialmente as mídias sociais, no fazer jornalístico. 

 

Instagram, Facebook, WhatsApp e por aí vai. A relação de ferramentas de troca de conteúdo online não para de crescer e alcança um número cada vez maior de pessoas. Segundo a última pesquisa Consumer Watch, elaborada pela Kantar, as redes sociais são as plataformas mais acessadas por seis em cada dez brasileiros na internet. Fugir desse turbilhão de dados que são espalhados diariamente nesses espaços tornou-se uma tarefa quase que impossível para quem trabalha com informação. 

 

Lucas Aribé defendeu o papel da imprensa em um cenário de difusão de mensagens como nunca antes visto. Para o parlamentar, o jornalismo profissional é o caminho para evitar a desinformação da sociedade.  “Na velocidade com que as notícias se espalham, atualmente, se não tivermos profissionais capacitados para fazer a curadoria desse conteúdo, teremos sérios prejuízos à nossa democracia. O bom comunicador é aquele que comunica a verdade e se preocupa com a qualidade do conteúdo", afirmou. 

 

O diretor de Jornalismo da TV Atalaia, Diego Barros, explicou como as redes tornaram-se aliadas da linha editorial proposta pela afiliada da RecordTV no estado. Atualmente, o perfil da emissora tem cerca de 200 mil usuários no Facebook. "O jornalismo em sua essência permanece o mesmo, o trabalho de checagem aumentou, mas as plataformas midiáticas nos aproximaram do povo e nos ajudam a cumprir a nossa missão de esclarecer e orientar o público", apontou. 

 

A editora executiva e apresentadora do SE2, telejornal da TV Sergipe, Susane Vidal, apresentou a experiência de implantação do aplicativo Você na TV Sergipe. A plataforma criada pela afiliada da Rede Globo há cinco anos permite que o cidadão envie fotos e vídeos com sugestões de pauta. "O telespectador quer se sentir representado e quando ele envia um conteúdo, fortalece o nosso trabalho, uma vez que, representa o olhar do público e uma resposta imediata da audiência", ponderou. 

 

O desenvolvimento da habilidade de usar as mídias sociais a favor do jornalismo tem norteado as discussões nas salas de aula. É o que apontou a professora universitária Talita Deda, que fez uma abordagem sobre as novas práticas jornalísticas derivadas do uso dessas ferramentas. "Não adianta ter diversas tecnologias sem que o processo narrativo seja bem construído. Por isso, o jornalista cumpre um dos papéis mais essenciais na democracia e na construção do conhecimento, pois atua como mediador do engajamento social", explicou. 

 

De acordo com o presidente do Sindicato dos Jornalistas de Sergipe, Paulo Sousa, o advento dessas ferramentas provocou a precarização do exercício profissional em muitas redações. Ele enfatizou a relevância da atuação do jornalista para a mediação da informação. "Os estudos apontam que em dois anos cerca de 50% das notícias que circulam nas redes sociais serão falsas. Isso aumenta a responsabilidade do jornalista comprometido com o interesse coletivo", declarou. 

 

O jornalista Bruno Almeida, coordenador da TV Câmara, destacou que a emissora pública comemora dois anos de sinal em canal aberto e também tem servido de instrumento para estreitar o relacionamento da população aracajuana com o Parlamento municipal. "Sem jornalismo a democracia não seria completa", disse. 

 

A sessão foi encerrada com um debate entre os palestrantes e o plenário.