Lucas Aribé - Prefeitura de Aracaju esquece conscientização sobre o autismo

Notícias

Prefeitura de Aracaju esquece conscientização sobre o autismo

Data de Publicação: 03 de Abril de 2019

Foto -

A indiferença da Prefeitura de Aracaju em relação ao Dia Municipal da Pessoa Autista, criado através da Lei Municipal Lei 4.835/2016, foi rechaçada pelo autor da propositura, o vereador Lucas Aribé (PSB), na sessão plenária desta quarta-feira (3), na Câmara Municipal de Aracaju.

Aprovada em 2016, a Lei tem como finalidade dar mais visibilidade à temática, conscientizando a população sobre como lidar com os cidadãos que vivem com o Transtorno do Espectro Autista (TEA).

“Essa lei existe há três anos e, mais uma vez, não foi cumprida. Durante essa semana, em que se celebra o Dia Mundial e Municipal da Conscientização do Autismo, a Secretaria de Educação precisa realizar ações de conscientização nas escolas da rede municipal, mas pelas pesquisas que fiz nos canais de comunicação oficiais da Prefeitura, não encontrei registros. É um desrespeito às pessoas com autismo e suas famílias”, lamentou o vereador.

Com base em estimativas da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), estudiosos acreditam que dois milhões de brasileiros possuem o transtorno. No entanto, conforme destacou Lucas, a legislação municipal representa um esforço necessário pela causa, considerando a dificuldade em se obter o diagnóstico do TEA e também no acesso ao tratamento adequado.

“As barreiras enfrentadas pelos autistas e familiares ainda são grandes. Por isso, é papel do Poder Público esclarecer a sociedade, e a melhor maneira de multiplicar o conhecimento sobre o assunto é através dos nossos jovens e crianças que são multiplicadores. Dessa forma, poderemos eliminar as atitudes discriminatórias que ainda persistem em nosso meio”, declarou Lucas Aribé.